fbpx
Artesã na Vitrine

#ArtesãNaVitrine – Sil da Capela – Alagos

SIL DA CAPELA TRANSFORMA O BARRO EM LINDAS PEÇAS ORIGINAIS DO IMAGINÁRIO POPULAR


Que segredos pode revelar essa cortadora de cana alagoana que virou uma das mais expressivas artistas populares do Brasil ? Convidada para dividir uma live com Jorge Farid, criador do Empreender e Vender, depois de te-la visto em live da Loja Paiol, Farid quis trazer essa mestre artesã para perto da comunidade, tanto pela qualidade de seu trabalho e das belas peças artesanais que produz com mãos hábeis, quanto por seu exemplo de vida.


A exemplo de outros artesãos que já deram seu depoimento, Maria Luciene da Silva Siqueira, que atende pelo nome artístico de Sil da Capela, não foge das dificuldades e lembra frase do pai dita aos filhos que virou uma espécie de ‘frase motivacional’ : ‘se não trabalhar, não come’. Parece uma realidade dura, mas Sil prefere entender que foi essa força que a levou adiante até chegar ao mundo do artesanato. E fosse dando duro entre os canaviais, ou modelando o barro e fazer surgirem cenários, gentes, frutas e animais típicos do sertão nordestino, essa artesã dá exemplo que vale a pena enfrentar as dificuldades e persistir no seu sonho.


E para quem pensa que é exagero, vale a pena conhecer o histórico dessa mulher de fibra que, aos 16 anos se enveredou para o povoado de Capela, em busca de uma vida melhor, onde acabou tendo a filha Cristina, com epilepsia e autismo. Sempre de olho em uma vida melhor e menos espinhosa, Sil resolveu participar de uma oficina ministrada pelo Sebrae para mães que, como ela, tinham filhos com algum tipo de deficiência. Foi quando conheceu João das Alagoas, considerado patrimônio vivo do estado.

Encantada com a vocação do artista que transformava barro em arte resolveu ir trabalhar com o mestre e logo se tornou sua mais talentosa discípula, mesmo com o desafio de enfrentar um universo essencialmente masculino, e de se tornar a única mulher em um ateliê apenas de homens numa época de profundo machismo no Nordeste.


Sua história não para por aí. Em 2017, Sil participou como ela mesma da novela da Globo ‘A Lei do Amor’, e chegou a contracenar com o galã Reynaldo Gianecchini, hoje em remake de ‘Laços de Família’, e Claudia Abreu, que fazia uma galerista. Essa participação rendeu-lhe bons frutos, inclusive a respeitabilidade de artistas, galeristas e marchands de diversas partes do Brasil e de outros países. Tanto que, atualmente, a artista vende para todo o Brasil e muitos países do exterior, incluindo galerias de Nova York e da Europa.


Nada mal para uma menina que começou como canavieira, junto á família, passou por tanto sofrimento, conheceu o mundo fora de seu pequeno mundo que ela não abandona por nada, e virou tema do livro “Do barro eu vim, do barro eu sou”, assinado pela jornalista pernambucana Naíde Nóbrega. Sua história agora está registrada em livro. Porque não basta ser um ‘forte’. Há que se encontrar a leveza de se viver uma vida mais plena e repleta de oportunidades, a despeito das adversidades.


Não á toa, Sil retratar em suas peças, todo um imaginário nordestino moldado no barro. São festas de casamento, brincadeiras de crianças, a ceramista moldando o barro, enquanto a outra tece a renda no bilro. Ou mesmo, i simples descansar. E tudo embaixo do pé de jaca, uma espécie de símbolo e marca de Sil da Capela.

Contato da artesã:

WhatsApp: 82 99991-5250

Instagram: @sil_capela


Vale a pena conferir mais alguns vídeos:

Confira a artesã Sil da Capela do Ateliê João das Alagoas em live do Empreender e Vender – https://www.instagram.com/tv/CEsl_d2Jd89/

artesão #artesãnavitrine #barro #arteembarro #ceramicacozida #sildacapela #ceramista #feitoamão #Capela #Alagoas #nordeste #pedejaca #jaca #jaqueira #culturaregional #raizesbrasileiras #artesanatopopularbrasileiro #empreenderevender #deartesanatodepresente #compreartesanato

Etiquetas
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WhatsApp chat
Fechar