fbpx
Empreender Indica

PAPERCRAFT – A ARTE DE MONTAR ESCULTURAS DE PAPEL


Quem pensa que o papel se limita a servir para a escrita, ou em folhas fazer lindas embalagens, ou ainda com ele se criar uma série de objetos, bichos e outras figuras por meio de dobraduras, sem corte nem cola, mal sabe o que mais dá para se fazer com essa matéria-prima que surgiu antes de Cristo, provavelmente no ano 123, entre os chineses, e que já utilizou diversos suportes, sempre de origem vegetal, fibrosa, até chegar nos tempos atuais, com as mais diversas qualidades desse suporte utilizado para milhares de trabalhos, de impressos a obras de arte.


A técnica do papercraft foi apresentada pelo artista gráfico Vinícius, o vinipaper2019, que em live recente do Empreender e Vender mostrou suas composições e mostrou que é um método de construção de objetos tridimensionais, semelhante ao origami, mas que difere pelo uso de tesoura, estilete e cola para a montagem. Os modelos podem ser criados, numa vasta gama de opções de animais e todo o imaginário das HQs, mangás japoneses e animes, bem como variados objetos, partes do corpo e tantas outras peças que se possa reproduzir ou criar para serem finalizadas, depois de impressas e montadas.

Um dos nomes mais populares de software de conversão de polígonos de um arquivo 3D para um modelo de papercraft atende pelo nome de Pepakura Designer, e foi desenvolvido no Japão para criar desenhos originais. A internet disponibiliza moldes prontos das mais variadas peças, mas para aqueles que adoram o desafio de criar, existem peças de papercraft originais, únicas, como algumas que Vinícius cria e monta. Além dele, uma verdadeira galera se ‘reúne’ em grupos e mostra sua destreza na técnica através de lives e com isso vêm disseminando seus trabalhos e a própria técnica através da internet, que também é um meio pelo qual se pode encontrar tutoriais que ensinam as técnicas, do nível básico ao avançado.

E o mercado para esses artesãos do papel é vasto, indo de festas temáticas a peças especiais, desenvolvidas para decorar os mais variados empreendimentos, de clínicas dentárias e veterinárias, a sex shop, como aconteceu com a artesã carioca Lidiane, da meu_mundo_floriu, que utiliza uma outra técnica dentro do papercraft, conhecida como Low polly paper que pode ser entendido como a decomposição de uma imagem em 3D com redução de polígonos, o que resulta numa textura mais suave. Parece difícil de entender, mas quando se trata de imagem em computação gráfica e sua transformação para gerar um suporte físico, no caso o papel, dá para entender que a construção da peça tridimensional, nesse caso, demanda menos polígonos, ou dobraduras.


Uma provável origem – se o Origami é a milenar e tão admirada técnica de dobraduras de papel a mão mesmo, sem corte ou colagem, o papercraft, de um certo modo, bebe da fonte de uma versão tridimensional da técnica oriental de dobraduras, conhecida como Kirigami, nome japonês que vem da junção das palavras ‘kiru – cortar’, e ‘gami/kami – papel’. Kami também quer dizer divindade em japonês, o que atribui uma noção mais mágica ainda a essas técnicas de fazer arte com papel.

Vinícius artesão do Ateliê Vinipaper trabalha com Papercraft

Assista à live com Vinícius do Ateliê Vinipaper

View this post on Instagram

@vinipaper2019

A post shared by Empreender e Vender (@empreenderevender) on

Live com Lidiane do ateliê Meu Mundo Floriu, direto do Rio de Janeiro para a comunidade virtual do Empreender e Vender

View this post on Instagram

@meu_mundo_floriu

A post shared by Empreender e Vender (@empreenderevender) on



Conheça os trabalhos de @artyjunior

https://www.instagram.com/artyjunior/

#papercraft #papel #lowpoly #paper #lowpolypaper #esculturaempapel #montadoamão #empreenderevender #artesão #artesanato #deartesanatodepresente #compreartesanato

Etiquetas
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WhatsApp chat
Fechar