fbpx
Notícias do Setor

Conheça a técnica Quilling

Para quem gosta de papelaria, trabalhar com papéis é estar em um universo incrível de cores, texturas e gramaturas.

E para quem conhece a milenar técnica de dobraduras que transformam quadradinhos simples de papel em animais, figuras, e outros objetos decorativos, com certeza vai gostar de conhecer uma outra técnica pouco conhecida, mas não menos bonita e incrível.

Utilizando tiras de papel enroladas e modeladas para criar diferentes figuras como quadros, móbiles, bijuterias, mandalas, adornos de caixas e o que a imaginação e a criatividade permitirem.

Para o quilling são utilizados filigranas de papel de diversas cores e gramaturas. Por ser uma técnica minuciosa na construção de uma figura ou a colagem numa imagem, requer bastante paciência e uma certa habilidade em enrolar as tirinhas de papel, para ir sobrepondo-as a um desenho traçado, por exemplo.

O quilling também passa a ideia de tridimensionalidade e resulta em belas obras de arte feitas com papel de forma única e delicada. Há registros da técnica também com o uso de cetim.

Ele atende como arte sustentável, já que além da utilização de papéis nobres, também pode fazer uso de sobras de papéis e de rolos vazios de papel toalha ou de papel higiênico.

O termo vem do inglês e tem dois significados relacionados, um como substantivo ‘quill’ que significa ‘pena’ de escrever e o verbo ‘to quill’ que significa ‘colocar linhas ou fios em uma pena’.

Sua origem enquanto trabalho artesanal apareceu na Idade Média, na Europa, durante o Renascimento. Quando se decorava relicários e gravuras sagradas, acrescentando toques dourados e muita ornamentação.

Muito difundida na Inglaterra, o quilling foi visto como um tipo de lazer com a intenção de decorar os mais diversos objetos decorativos. De painéis e brasões, a latas de chá, caixas de madeira, armários, em molduras de quadros etc.

Segundo o Wikipédia, dicionário livre da internet, “o quilling era um quesito a mais para internatos femininos que anunciavam”:
‘…. ele proporciona uma agradável diversão estimulando a criatividade da mente feminina e ao mesmo tempo proporciona o lazer de uma hora em inocente recreação … ‘ (The New Lady’s Magazine – 1786).

Muitos museus na Inglaterra e Estados Unidos mantêm expostos, em seus acervos, trabalhos de quilling feitos nos séculos passados. E até mesmo a Capela Sistina, no Vaticano, possui alguns painéis totalmente feitos com quilling.

Conheça um pouco mais sobre a arte do quilling:

https://br.pinterest.com/pin/165085142569645651/visual-search/

A artesã do Empreender e Vender, Cristina da Sunquilling, mostra seu atelie:

https://www.instagram.com/p/CBoVaORpfQ1/

artesanato #sextou #artesão #artesmanuais #empreenderevender #quilling#papel #sunquilling #mandala #artesanatoquilling #feitoamão

#arteempapel

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WhatsApp chat
Fechar